Dia Mundial do AVC: saiba como se prevenir

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) é uma doença de grande morbi-mortalidade, sendo uma das principais causas de morte e internação. No Brasil, apenas no ano passado mais de 150 mil pessoas foram internadas com AVC. A Doença consiste na isquemia, ou seja, falta de sangue em uma região do cérebro, consequente a obstrução de um vaso ou sua ruptura. Assim o AVC pode ser classificado em isquêmico ou hemorrágico.

Nos dois tipos de AVC ocorre a perda das funções dos neurônios que sofreram com a falta de circulação, determinando os sinais e sintomas.

 

Sintomas da doença

 

Entre os sinais e sintomas mais comuns temos:

– Perda súbita de força ou adormecimento da face, braço e perna (normalmente em um dos lados do corpo)

– Dificuldade para falar ou se comunicar

– Alteração de visão: especialmente de um olho

– Tontura, desequilíbrio ou  falta de coordenação no andar

– Dores de cabeça fortes e persistentes.

 

O SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) indica algumas ações que você pode solicitar para que a pessoa faça para ter a confirmação da gravidade do problema, usando as iniciais do serviço. Como pedir para a pessoa Sorrir e ela ficar com a boca torta; pedir um Abraço, e ter dificuldade e perda de força para controlar os movimentos; repetir uma frase em Música, mostrando a dificuldade de fala. Se você observar essas três dificuldades, o caso é Urgente, e você deve discar 192 para pedir ajuda.

Quanto mais rápido for o atendimento, maiores são as chances de recuperação. Isso porque, o AVC pode ser revertido, se o paciente for atendido imediatamente ou nas primeiras três horas.

 

Como prevenir o AVC

 

Segundo a ABN (Academia Brasileira de Neurologia), 90% dos casos podem ser evitados e é por isso que o dia 29 de outubro se torna tão importante para abordarmos de forma simples a prevenção da doença. Isso porque, como os fatores de risco estão ligados a hipertensão, diabetes, tabagismo, consumo frequente de álcool e drogas, estresse, colesterol elevado, doenças cardiovasculares, idade avançada, histórico familiar e sedentarismo, algumas simples ações podem prevenir o AVC.

 

Por isso, de acordo com especialistas da área é possível prevenir a doença ao realizar as seguintes atividades:

– Controlar a pressão alta;

– Fazer exercícios físicos;

– Ter uma dieta saudável e balanceada;

– Reduzir o colesterol;

– Beber bastante água;

– Não usar drogas;

– Manter o peso;

– Não fumar;

– Diminuir o consumo de álcool;

– Ter acompanhamento médico.

 

O tratamento do AVC

 

O tratamento começa no próprio hospital acompanhado de uma equipe multidisciplinar que irá ajudar a pessoa a se adequar à sua nova situação. Entre os principais focos de tratamento nessa fase de internação está na estabilização da pressão arterial, da respiração e evitar a espasticidade e rigidez dos músculos que podem provocar a perda de alguns movimentos.  O processo de reabilitação exige paciência tanto do paciente, quanto da família e dos cuidadores.